#callfor Descolonizar a visualidade: Olhares, consciências, modos de pensar e agir (Comunicação e Linguagens)

Fecha/Hora
Date(s) - 30/09/2022
Todo el día

Ubicación
ICNOVA

Categorías


+ info: Comunicação e Linguagens

Entre 19 de maio e 30 de setembro de 2022, encontra-se aberta a chamada de trabalhos da revista de Comunicação e Linguagens sobre “Descolonizar a visualidade: Olhares, consciências, modos de pensar e agir”. O número é editado por Teresa Mendes Flores (ICNOVA, Universidade Nova de Lisboa e ULHT, Portugal), Filipa Duarte de Almeida (Université de Omar Bongo, França) e Joseph Tonda (Université de Omar Bongo, França).

Este número da RCL associa-se à segunda edição da Conferência Internacional da Contra-Imagem, que se juntou à conferência final do projeto FCT Photo Impulse. A conferência decorre entre os dias 13 e 15 de julho de 2022, na Universidade Nova de Lisboa, sob o tema da descolonização do olhar, das mentes, das formas de pensamento e ação. Procuramos artigos, ensaios visuais e propostas de recensões de livros sobre práticas decoloniais da visualidade, que não se detenham, unicamente, na vasta inventariação dos processos de dominação dos regimes coloniais e suas persistências contemporâneas, mas que procurem avançar na discussão de propostas para a sua superação, no sentido de uma ecologia dos saberes, como propõe Boaventura de Sousa Santos, que aqui queremos extender a uma ecologia dos olhares e das imagens – uma ecologia da visualidade (Mirzoeff). Esse conceito inclui não apenas as imagens materiais, mas também as regras sociais sobre como olhar, o que olhar, o que ver ou não ver, a repartição do visível e do invisível enquanto expressão das formas de dominação, e também as imagens imateriais, as visões espirituais e as representações mentais que organizam os nossos saberes e os significados do mundo e suas representações.

A edição, apesar de associada à conferência, aceita propostas das comunidades académica e artística  nacionais e internacionais e não se limita aos participantes da conferência. Estes e estas, por seu lado, verão as suas propostas ser tratadas como as de qualquer autor ou autora, através do sistema de arbitragem da revista ( que é de dupla revisão cega).