Chamada para capítulos de livro Perspetivas multidisciplinares da Comunicação em contexto de pandemia

Fecha/Hora
Date(s) - 29/05/2020
Todo el día

Ubicación
Lisboa

Categorías


+ info: ICNOVA

A crise do coronavírus tem conduzido a reflexões individuais, algumas vezes plasmadas em Crónicas, Artigos de Opinião ou Entrevistas, sobre os fundamentos da Sociedade contemporânea, humanística, maioritariamente democrática e defensora dos Direitos Individuais do Homem.

A COVID-19 parece ter colocado em suspenso todas as supostas certezas, liberdades e garantias. O primeiro episódio viral ocorrido em Wuhan, China, no início de dezembro de 2019 e reportado pelas autoridades chinesas apenas 30 dias depois, rapidamente se replicou noutros países com números avassaladores de infetados e mortes, o que levaria a Organização Mundial da Saúde a considerar que o surto tinha atingido o estatuto de pandemia a 11 de março. A pandemia tem vindo a fazer vítimas em 193 países (RTP, 13/04/2020) e estima-se que cerca de 1/3 da população mundial esteja em isolamento (Observador, 26/3/2020).

  • Neste contexto, convida-se ao contributo com capítulos de livro que integrem as perspetivas das ciências da comunicação e das ciências sociais e humanas sobre este fenómeno, nomeadamente:
  • Funções, estratégias e papéis do Estado em momentos de crise;
  •  Diplomacia e cooperação entre Estados e organizações regionais/mundiais;
  •  Direitos e deveres dos cidadãos e questões sobre privacidade;
  •  Gestão pública da saúde, risco pandémico e comunicação;
  •  Mudança nos hábitos de consumo dos indivíduos (media, produtos, cultura);
  •  Vigilância, controlo, populismo;
  • Estudos comparativos entre a COVID-19 e pandemias anteriores;
  • Cooperação científica multidisciplinar;
  • Neologismos, tecnicismos e recursos estilísticos usados para descrever o fenómeno;
  • Comunicação (estratégica) dos altos dirigentes do Estado, articulação das mensagens entre diferentes níveis institucionais;
  • Planos de contingência, gestão e comunicação de crise;
  • O papel da comunicação no equilíbrio dos ecossistemas: ecologia, crise climática, biodiversidade;
  • Risco pandémico e crise da globalização;
  • Novos formatos jornalísticos e/ou mediáticos;
  • Estratégias encontradas para responder às necessidades de populações isoladas e/ou grupos de risco;
  • Efeitos da pandemia (crises secundárias: económica, cultural, saúde mental, etc.);
  • Reconfiguração dos espaços (públicos/privados, trabalho/família, arenas/morgues);
  • Novas modalidades de trabalho e ensino à distância;
  • Re-mediações das Práticas Artísticas nas plataformas digitais